quinta-feira, 21 de maio de 2015

FIM



Nunca imaginei que fosse chegar nesse ponto... Fechar o blog! Pois é, mas tudo começou com uma intenção e ela se perdeu no meio do caminho... Dia desses parei para ler todos os posts e percebi o quanto me perdi. Os textos são lindos, porém, muitos deles sofridos demais! E o tal fim do ciclo que também postei, não se fechou na postagem... Volta e meia eu vinha aqui e deixava a minha mão escrever tudo que vinha em minha mente. Tá, o propósito era esse, o nome é por isso, mas acabava servindo como um válvula de escape muito ruim. Ultimamente, os textos vinham com muitas lágrimas, falsas esperanças e sofrimento.
A vida passou para quem eu continuava me lamentando e cada dia mais eu percebia o quão minha não importância estava presente na vida dessa pessoa. Eu cismava em querer “ajudar” um alguém que não quer nem saber se estou viva ou morta. Eu tive plena noção durante todo esse percurso até aqui, mas depois que ouvi de uma amiga um questionamento, achei que era hora de parar de vez! “Até quando vc vai ficar sofrendo sozinha?”
 
Lembrei-me que a 2 anos atrás, eu já havia me despencado de minha cidade, para fazermos as pazes. Foi ótimo, ficamos numa boa por um bom tempo, mas eu não poderia fazer isso sempre e sei que foi necessário, mas eu simplesmente não tinha como ir. Assim como entendia que não era sempre que esse alguém poderia vir.
Outras 2 pessoas já passaram por minha vida desde sua partida e mesmo assim, ainda estava presa a um sentimento unilateral e irracional! Chega! Cansei! Fiz até mais do que poderia ter feito e não adiantou nada... Não duvido que o amor existiu e demorei muito para entender que da mesmo forma que esse amor veio, ele foi... Simples como um pisca de olhos.

Existem coisas dentro dos relacionamentos, que devem ser pesados e pensados... As pessoas precisam aprender a pensar como 2 e não como 1... No meu caso, havia outra pessoa envolvida em todo processo e foi algo difícil de ser explicado e digerido. Quando isso aconteceu, mais peso o relacionamento passou a ter pra mim... só pra mim.

O fato é que cansei de tentar entender o que não há explicação... Vou voltar a viver a vida de onde parei e com muito mais intensidade. Novas atividades, novos propósitos, novos planos, novo emprego... e assim vou trilhar o meu caminho. Farei outro blog, pq gosto de escreve, mas não vou nem divulgar aqui e nem atrelar um ao outro... Essa Mary aqui, se despede em definitivo! Foi bom quando foi bom, sofrido enquanto durou e vivido o que deveria assim ser!

Beijo grande,
Mary Jane

Um comentário:

  1. Que pena ! Porém te entendo, prazer ler seus textos... :(

    ResponderExcluir